25 de dez de 2009

My Best Wishes For All

Ramona in her's "Xmas Wear" deseja...


HO HO HO !!!

Eu juro que não é um Foward, podem ler despreocupados até o fim! Não é nenhum e-mail sobre qualquer criancinha terrivelmente doente ou desaparecida, nem sobre um novo vírus letal muito menos sobre a H1N1... é um e-mail legal... é o meu e-mail de "Best Wishes de Natal For All" (ou Forró, pra quem quiser abrasileirar).

Antes de tudo, desculpem o sumiço dos últimos tempos, ando meio atarefada, autista e cansada, me perdoem também se em algum momento falhei com minhas obrigações, mas faltam 6 dias para 2010 chegar, é tempo de perdoar!!!

Perdoo também a todos que me torraram a paciência, brigaram comigo de bobeira, me enxeram o saco e me tiraram do sério, pq sou um ser elevado e tô financiando meu lote no céu... mas esse e-mail tá paracendo uma interpretação do "Pai Nosso"...

Quero que todos saibam que 2009, diferente do ano de 2008, foi de igual dificuldades, porém de muito mais realizações, incontáveis, incalculáveis e com repercussões eternas em minha vida. Dois mil e nove foi um ano FODA e acho que todos vocês sabem disso... mas talvez nem todos saibam que tiveram uma participação especial para este ser o ano de sucesso que foi... sei com funciona... no final do filme os créditos sempre passam rápido demais pra apreciar todos os colaboradores... acabamos lembrando só dos atores principais... mas quero dizer que até a moça do cafézinho me fez mais feliz esse ano... que aquele cara que limpa toda a bagunça foi de extrema importância... e se vc está hoje recebendo este e-mail é porque de alguma forma me fez (e me faz) bem... eu eu adoro deixar as pessoas cientes disso. Então, pela miléssima vez, o meu MUITO OBRIGADA!

Aos 45min do 2º tempo (sim, esse ano eu tb aprendi MUITO sobre futebol, mas ainda sou uma sãopaulina sem convicção) eu consegui o meu sonho, o meu tão almejado CRM... no dia 17 de dezembro de 2009 eu fui registrada no Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo com o número 140.022 (por favor não me processem) e, mais importante do que ser legalmente uma médica, eu quero que todos saibam... QUE ESTOU DISPONÍVEL DESDE ENTÃO PARA POSSÍVEIS PLANTÕES!!! Por que agora começa a vida de gente grande, onde você se sustenta e paga as contas... óh lástima!

Quero que vocês sejam tão felizes quanto estou sendo, que os sonhos se realizem, que o dinheiro venha, as dívidas diminuam, o sucesso aconteça, o conhecimento aumente, os planos vinguem, a saúde permaneça, a amizade continue, os amores vigorem e o apoio, que eu sempre recebi, vocês possam ter de mim e outros que entrarem em suas vidas...

Acho que é isso... um grande beijo à todos os "Amigos da Fruta"... e um 2010 ESPECIAL para nós!!!



Dra. Mah (Moranguinha) Leite



OBS: momento SJT _ "Você será residente em 2010!!!"

"Eu te desejo
Não parar tão cedo
Pois toda idade tem
Prazer e medo...
E com os que erram
Feio e bastante
Que você consiga
Ser tolerante...

Eu te desejo muitos amigos
Mas que em um
Você possa confiar
E que tenha até
Inimigos
Prá você não deixar
De duvidar...

Eu desejo!
Que você ganhe dinheiro
Pois é preciso
Viver também
E que você diga a ele
Pelo menos uma vez
Quem é mesmo
O dono de quem...

Quando você ficar triste
Que seja por um dia
E não o ano inteiro
E que você descubra
Que rir é bom
Mas que rir de tudo
É desespero...

Desejo!
Que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda, exista amor
Prá recomeçar
Prá recomeçar..."

18 de dez de 2009

Bicho Preguiça


Mô deuso! Qui leserinha...

30 de nov de 2009

Timeless

Isso é o suíno espirito suicida de uma recém formada, em cima de uma estante de livros de 6 anos de estudos... querendo se jogar pra ver se resolve...
Talvez seja a falta de assunto, a falta de saco pra escrever mais um texto que 1 ou 2 pessoas vão ler (enquanto eu leio trocentas vezes), o cansaço mental de fazer uma prova por semana que deveria decidir o meu futuro e observar como meu futuro está obscuro, e também por ver que esse mês eu não postei uma palavrinha sequer que eu resolvi forçar a barra e escrever, só pra dizer: Tá foda! Sem pique pra nada, fazendo o máximo pra conseguir estudar um pouquinho a mais... mas parece até que eu ando me sabotando... o sono vem... tudo vem... menos a vontade... e fico cada vez mais puta em pensar que as provas não são para avaliar o que a gente sabe, é só mais uma fase eliminatória... frustrante depois da 3ª ou 4ª... ainda mais quando descobre depois que os alunos daquela instituição tiveram acesso a "facilidades"... desestimulante (ainda bem q foi depois)... cidades diferentes, 8h de provas... acordar às 4:30h... espero que valha o esforço... e eu ainda preciso terminar meu trabalho... só para ter alguma coisa a mais no meu currículo... Sem saco e sem tempo até para me cansar...

Assisti no Multishow o novo DVD ao vivo da Ana Carolina... me apaixonei por essa música (e pela voz da Maria Gadú...):

"Ouvi dizer que você tá bem
Que já tem um outro alguém.
Encontrei moedas pelo chão
Mas não vi ninguém pra me abraçar,
Me dar a mão

Eu chorei sem disfarçar,
Quando vi seu carro passar.
Vi todo amor que em mim
Ainda não passou
Eu já não sei bem aonde vou,
Mas agora eu vou...

Tentei falar,
Mas você não soube ouvir
Tente admitir
Tentei voltar
E pude ver o quanto errei
Te amei mais que a mim

Bem mais que a mim...
...mais que a mim..."




***pelo menos novembro tem um post***

30 de out de 2009

O discurso

"Bom, eu tenho que assumir que no vestibular eu prestei Medicina Veterinária, Biomedicina, Biologia Marinha e, por insistência do meu pai, Medicina. Acho que minha vontade de conhecer o ser vivo não imaginava que eu fosse me apaixonar pelo SER HUMANO. Pelas suas doenças, suas vontades, seus sintomas e seus medos, eu me apaixonei pelo SER HUMANO por inteiro! E nestes seis anos eu aprendi mais que uma profissão, eu aprendi um estado de espírito, um sacerdócio. Aprendi bem mais que antibióticos e aquele quadro “arrastaaaaado”, insidioso, de febre baixa da pneumonia atípica na infância, eu aprendi a ouvir, a ter calma, paciência, um pouquinho... que quando a gente gosta do que faz, o tempo passa devagar, tenha você 60, 10 ou 3 anos de formado! Que tão importante quanto aquele pré-natal de alto risco, é o riso, a compreensão e a alegria de estar ali, auxiliando sua paciente ou falando pela 3 vez sobre bacia com seus alunos. Infecto e histórias de vida no Emílio Ribas, suturas, drenagens e apendicectomias, às 2 da tarde e 2 da manhã. A educação, o respeito, a postura e a ética médica, que só se aprende com exemplos. A dedicação de quem opera um timoma pela 4 vez e suporta em si as expectativas de uma vida inteira pela frente. O carinho ao paciente que lhe dá toda aquela atenção, mesmo não entendendo direito o que você diz, nem o que você escreve e sabendo que você é um pneumologista que fuma. É mais que uma profissão, é credibilidade, é força e esperança a cada 5 minutos no pronto-socorro, é suportar uma cirurgia de 12 horas, é cuidar de um infarto, de uma depressão e de um piti! É chorar pelos amigos que foram e recepcionar os que estão chegando. É passar um intra-cath, um stent aqui, outro ali, é passar visita depois de 24 horas no ar! É uma prova de resistência, que graças a todos vocês que estão aqui e também pelos que não estão, eu pretendo ganhar.

Fico pensando que se eu entrasse na sala errada, não sei, numa turma de direito, eu teria me formado advogada ano passado. Agradeço todos os dias por ter entrado na sala certa, ter conhecido pessoas maravilhosas como vocês, meus mestres, e poder levar para sempre essa lição de vida que eu aprendi em tão pouco tempo.

Nunca será suficiente, mesmo assim, Obrigada!"

21 de out de 2009

8 meses

A gente briga, a gente xinga, a gente chora, termina e volta, dá barraco, dá vexame, dá presente, dá carinho, fica junto, fica sozinho, fica rindo, fica bravo, fica por cima, fica por baixo, faz farra, faz churrasco, faz amigos, se abraça, se beija, censurado... é tempo suficiente para muitos altos e baixos, para conhecer muitas qualidades e defeitos, para se odiar mortalmente 5 minutos e se amar para sempre depois... meu infinito... vou te contar um segredo: já juntei seu sobrenome no meu, pensei na nossa casa, nossos cachorros e nos nomes dos nossos filhos... hihihi... coisa de menina (você me entende)... se eu te tiro a paciência é pq eu perdi o juízo faz tempo...t.e...a.m.o...

"A CASA É SUA
POR QUE NÃO CHEGA AGORA?
ATÉ O TETO TÁ DE PONTA CABEÇA PORQUE VOCÊ DEMORA

A CASA É SUA
POR QUE NÃO CHEGA LOGO?
NEM O PREGO AGUENTA MAIS O PESO DESSE RELÓGIO"

15 de out de 2009

A dor do poeta...

O poeta não vive sem sofrer... fato! E não escreve também... A necessidade de estar mal talvez seja desculpa para escritor ruim (aquela verborréia que surge quanto ele chega ao auge da fossa), mas parece que realmente as canções ficam mais melódicas (e melancólicas) depois de uma dor, de cotovelo, de chifre... ou talvez você tenha mais paciência para entender a profundidade do poço de onde o autor recita quando você também está dentro dele... Nada toca mais o ser humano do que frases de amor, correspondido, desiludido, platônico... enfim... amar e ser amado é lindo! Amar e não ser amado é no mínimo inspira-dor...

Não vou contar nenhuma novidade ao dizer que o cantor Herbert Vianna, do Paralamas do Sucesso, sofreu um grave acidente de avião, onde sua esposa faleceu. Assisti essa semana o documentário "Herbert: de perto" e gostei do que ele disse sobre a esposa no fim, era algo assim... um pedido da Lucy: quando você for escrever sobre mim, não faça nenhuma daquelas músicas tristes que fazem todo mundo chorar, tá! Nossa música tem que ser sempre muito feliz (assim como eles eram...)

Depois que Lucy faleceu, ele escreveu:

"NÃO QUERO ESTAR NESTE LUGAR E VER VOCÊ PARTIR
EU QUERO TE ESPERAR AONDE VOCÊ QUER IR
TE RECEBER, TE ACOMODAR, TE OFERECER A MÃO
PODER CANTAR, TE ACOMPANHAR AO VIOLÃO

QUERO TE VER DE PERTO
QUERO DIZER QUE O NOSSO AMOR DEU CERTO."

...e eu chorei...

7 de out de 2009

Little lies, little legs...

Hoje nem falo sobre mim... nem falo sobre ninguém que tenha uma suma importância no meu dia-a-dia... mas falo sobre mais uma situação irônica da vida que já se passou na minha... sabe aquela coisa que você não deveria ter feito, em hipótese nenhuma, mas você vez... e agora finge que só Deus foi testemunha... mas infelizmente não... sobraram cúmplices e provas, faltaram álibis e você foi réu por um instante e condenado para sempre... pois é, pois é, pois é... não estou aqui para brincar de "advogado do Diabo"... a muitos e muitos posts atrás eu deixei bem claro que cada um é responsável completo por tudo que faz e deve arcar com as consequências sem reclamar e começar do zero se for preciso (muitas vezes sem qualquer ajuda)... mas não é bem isso que queria enfocar hoje... tava pensando em falar sobre as (des)graças do destino... como eu já disse pra uma amigona minha: "Eu tô tranquila com tudo, pq o que eu tiver que saber eu vou saber... de uma forma ou de outra a verdade aparece!" ...e pra mim sempre foi simples assim, eu acho que tenho um santo forte com um super-master-plus GPS pra detectar qualquer ato lesivo contra a minha pessoa... mas hoje fiquei sabendo que não é só o meu santinho que tá com tudo... e conclui que o negócio não é o Santo, mas sim a atitude em si... acho que o peso na consciência deve ser tanto que atrai... a vontade de manter segredo é tamanha que o fato ironicamente se revela... e quase sempre cedo demais... por isso acho não me preocupo com coisas e.s.c.o.n.d.i.d.a.s... a verdade sempre acaba aparecendo... na hora certa!

Eu rio... pq ela sempre se escancara na minha frente!


"PRA QUE MENTIR SE TU AINDA NÃO TENS
ESSE DOM DE SABER ILUDIR?
PRA QUÊ?! PRA QUE MENTIR
SE NÃO HÁ NECESSIDADE DE ME TRAIR?"

um brinde aos pombinhos

20 de set de 2009

Dois mil e dois!

Realmente foi um ano de mudanças... um ano diferente de tudo que já tinha me acontecido... tive meu primeiro namoradinho... chorei durante semanas no fim (totalmente trágico, ao flagrá-lo com outra)... briguei com minhas melhores amigas... descobri da forma mais cruel as falsidades do mundo... mas também me diverti muito... e me formei no 3º ano do Colégio Isaac Newton em Cuiabá-MT... não morro de saudades daquele lugar (o diretor deste colégio me disse que eu nunca entraria em uma faculdade de medicina)... mas da cidade, poxa vida, calorzão que acompanhou toda a minha adolescência... dois mil e dois foi um ano assim, turbulento, até me remete dois mil e oito (mas já passou, passou...). Incrível, hoje perdido numa gaveta, achei uma pastinha com milhares de poemas meus... acho que a mesma crise que me fez poetizar há 7 anos me fez bloggar por aqui... fiquem com um pouquinho de um "coração adolescente" (até que não são ruins):

PERDIDOS

Ali estavamos nós, juntos
Mais uma vez, abraçados
Nossos corpos e alma enlaçados
Sós, como se fôssemos os últimos

E unidos por algo mais forte
Que o próprio desejo
Que a própria morte
Entregues na força de um beijo

E fomos a um mundo que não existia
Nos misturamos entre sonho e magia
E mergulhamos além do pensamento

E era assim que se queria
Não voltamos nem um dia
Perdidos no firmamento


*

NADA

Faço esse poema
Para não comemorar
Nem reviver
Nada de importante

Faço frases pequenas
Para não demorar
Nem inverter
A pouca importância do instante

Não vim chorar
Amores perdidos
Nem amizades
Duradouras

Estou aqui para lamentar
O que não foi dito
Mas não festejar
Os belos finais de histórias

Leiam e esqueçam dos sérios problemas do mundo
Ajam como eu: entreguem-se ao pouco que existe no muito
E sem muita coisa mal explicada
O que queria, disse tudo
Mas escrevo sobre o nada


...S.i.m.!...E.u...j.á...t.i.v.e...1.7...a.n.o.s...

16 de set de 2009

Comigo ou sem

Eu te quero pra mim, mas mais do que isso eu te quero bem... com ou sem... eu te quero aqui, mas mais do que isso eu te quero feliz... em paz... eu te quero inteiro, mas mais do que isso eu te quero amigo, companheiro, conselheiro, irmão... eu te quero perto, muito perto... junto ou não! Já te avisei que você vai ficar marcado pra sempre em mim... no meu peito... no meu peito do pé (esquerdo)... sem crise, sem raiva, sem culpa, sem rancor ou remorso, sem tristeza, nem desgosto... te gosto e te quero bem... comigo ou sem!

Muito mais do que minhas costumeiras 3 semanas... muito mais importante que tudo que me passou nessas turbulências... alguém que apareceu pra me ensinar a voltar a acreditar... Obrigada por tudo! Eu vou ficar bem, a gente sempre fica...

"VAMOS COMEÇAR
COLOCANDO UM PONTO FINAL
PELO MENOS JÁ UM SINAL
DE QUE TUDO NA VIDA TEM FIM!"

11 de set de 2009

De onde vem a calma???

Seja lá de onde ela vem... ou ela tá vindo de jegue, ou de ré, ou errou o caminho... mas ainda não me encontrou...

Ai eu não consigo contar nem até 10! Nada me sossega... e essa dor no peito que não pára... o que acontece???

"SENTI-ME DIFERENTE
QUANDO DE FRENTE ME OLHOU
MEU CORAÇÃO NÃO PEDIU
E, MESMO ASSIM, O LEVOU."

9 de set de 2009

Pré sentimento

Seria sentir antes? Adivinhar? Achar? Duvidar? Tô com essa sensação de pré sentimento e eu tenho certeza que parte é minha total insegurança, parte é minha carência e parte é saber que não vivo em um conto de fadas e meu medo de fechar o livro antes do "felizes para sempre"... idiota, talvez, pensar que meu medo de perder me faz errar cada vez mais e meu querer me faz te fechar entre meus dedos, te controlar e te perder... eu não sou uma pessoa dosável, mas eu deveria me controlar melhor... esse sentimento prematuro tá me matando... parece até que eu tô aqui, trouxa, sentada esperando que o desfecho aconteça, como se, embora protagonista, eu não conseguisse mudar a situação. E eu que tanto canto deveria me obedecer: "A ignorância é uma dádiva"

"E VOCÊ ERA A PRINCESA QUE QUIS COROAR
ERA TÃO LINDA DE SE ADMIRAR
QUE ANDAVA NUA PELO MEU PAÍS

NÃO, NÃO FUJA NÃO
FINJA QUE AGORA EU ERA O SEU BRINQUEDO
EU ERA O SEU PEÃO
O SEU BICHO PREFERIDO"

2 de set de 2009

Twitter é o caralh*!!!

Enfia seus 140 caracteres no c*!!!!

Que tudo que eu tenho pra dizer é muito mais complexo que isso...

e só nesse post absurdo já foi bem mais... logo naum venha resumir a vida de ninguém a tão pouco... idiotas são os que se deixam levar por essa novidade e se deixam simplificar... se você cabe em 140 digitos, com certeza não deve ser nada interessante!!!!


30 de ago de 2009

8 e 80

"Às vezes me sinto a peça faltando em você
Às vezes me sinto à beça, você nem merece ter

Às vezes me sinto um castigo,uma praga, sua maldição
Às vezes me sinto um abrigo,uma graça, sua salvação

Mas se me desmantelo ao acaso
Logo me refaço ao sabor do vento que sopra a favor
8 e 80 por ruas estreitas do pensamento
De todo bom jogador

Às vezes me sinto um ódio sobrando em você
Às vezes me sinto um país que você nunca vai conhecer

Às vezes me sinto arriado nos quatro pneus
Às vezes me sinto nomeado interino de Deus

Mas se me desmantelo ao acaso
Logo me refaço ao sabor do vento que sopra a favor
8 e 80 por ruas estreitas do pensamento
De todo bom jogador

E se a gente perder
Que seja derrota suada, sofrida, roubada...
De mão beijada nem a pau!
E se a gente ganhar
Que seja vitória disputada, merecida, conquistada...
Vou pro pau!
Apostar na parte bacana do tal do amor
Do tal do amor"

Jay Vaquer


Gostar de alguém é mais ou menos isso, mas o mais importante, gostar de alguém exige querer, suportar e passar por estações que nem sempre são de flores... entender alguém que não cresceu com você, alguém diferente de tudo que você já conheceu... eu tenho certeza que te quero comigo...

29 de ago de 2009

Calar-se

Às vezes, quando seu estômago vira, sua cabeça desanda e seus olhos transbordam, você pensa em gritar ao mundo todos os dramas do seu momento crítico, mas contenha-se... nada vai mudar por isso, nem o mundo e nem você... worst week!

27 de ago de 2009

Tomar banho na soda!


Eu super tristinha, enfiada na coberta... cena depre mesmo... e passando o capítulo mais romântico possivel do Scrubs, do casamento do faxineiro psicopata. Tem como me deixar pior, Deus?

"EU TAVA TRISTE, TRISTINHO
MAIS SEM-GRAÇA QUE A TOP MODEL
MAGRELA DA PASSARELA"

25 de ago de 2009

Shit happens...

Sabem aqueles 15 segundos em que você deveria ter pensado melhor... e não o fez??? Pois então... passei por isso ontem e tô me sentindo o "cocô do cavalo do bandido"... MERDA!!! Esse é o nome... uma grande e fedorenta merda, capaz de adubar toda a plantação... e é aquela sensação horrível de que a idiotice estúpida e imbecil que você fez ontem pode mudar para pior o rumo das coisas... PQP!!! Esqueci de tomar o simancol... mas não esqueci a cachaça... MERDA!

"NÃO QUEREM MAIS OUVIR
AS MINHAS MAZELAS
E A MINHA VOZ CHINFRIM
CRIEI BARRIGA
MINHA MULA EMPACOU
MAS VOU ATÉ O FIM..."

24 de ago de 2009

Nada por mim...

Em um ano eu posso dizer sem sombra de dúvidas que o protagonista mudou... graças a Deus... mas afirmo também que os assuntos que me interessam parecer ser os mesmos... logo, felicidade, muda-se alguns personagens, mas a mocinha da história continua a mesma tonta monotemática...

Ando me forçando a escrever um pouco, mesmo contra minha vontade... não posso parar, não posso!
"NÃO FAÇA ASSIM,
NÃO FAÇA NADA POR MIM...
NÃO VÁ PENSANDO QUE EU SOU SEU!"


Você é obrigado a pensar no próximo sempre que vai fazer alguma coisa? Ainda mais se o próximo for muiiiito próximo? Uns dizem que não, sofreram demais deixando de fazer coisas por terceiros, outros (eu) dizem que sim... gosto de fazer as coisas e gosto de reconhecimento também de vez em quando... talvez seja a falta de crédito que melindre as pessoas ao se dispor a fazer algo... eu sinceramente já pensei muitas vezes "nunca mais faço nada pra ninguém"... não é do feitio humano urbano auto-suficiente e tapado aceitar que as coisas deram certo pq alguém ajudou... eu sei que não... mas ainda existem aquelas pessoas menos tapadas (uma pessoa que não é tapada é uma pessoa aberta???) que se propõe a dizer a tão dolorosa palavra: OBRIGADO, que fragiliza qualquer um... só acho que não há uma ordem certa para conhecermos pessoas tapadas ou abertas, não tem como minha bola de cristal me indicar como proceder exatamente em cada situação... então eu prefiro me abrir e dar a mesma chance para todos... me estrepar e me fechar para os tapados e me deliciar com os abertos pensando que o voto de confiança valeu a pena... honestamente, ando me fechando cada vez mais pro mundo... mas não quero ser rancorosa, não quero pensar nas coisas ruins que passei ao tentar acreditar... eu resolvi partir do princípio que ao me conhecer TODOS têm crédito... e o vão perdendo com o passar do tempo... em maior ou menor velocidade... ingênua talvez??? Pode ser, adoro pessoas ingênuas, tem um fascínio incrível, se alegram tão facilmente... mas só me considero uma pessoa digna de confiança, aberta e disponível e totalmente disposta a fazer por outro o que eu ADORARIA que fizessem por mim... mas nada posso se fui a próxima de uma fila de tapados a frente... não posso exigir que ninguém pense como eu, na verdade não posso exigir nada de ninguém... uma chance, um ombro, um conselho... cada um dá o que pode, o que convém e o que não vai fazer falta... não damos votos de confiança por estar faltando confiança em nós???

18 de ago de 2009

Era ela...

"EU JÁ LHE EXPLIQUEI QUE NÃO VAI DAR
SEU PRANTO NÃO VAI NADA MUDAR
EU JÁ CONVIDEI PARA DANÇAR
É HORA, JÁ SEI, DE APROVEITAR"

Ela nunca foi a mais bonita, nem a mais engraçada... sempre foi meio palhaça, ou melhor... é, pq felizmente ainda não morreu (não vamos falar sobre mortes essa semana, mto triste...)... era talvez a mais animada, uma das mais animadas... pq nunca foi destaque em nada... mas tava sempre por ali, numa pontinha de cena, enquanto outra pessoa brilhava... ela também aparecia no quadro... quando alguém perguntava ela respondia, retrucava... e até arrancava algumas gargalhadas... espirutuosa, sempre foi... inteligente, esperta... talvez seu cérebro encante mais do que suas qualidades físicas... é fato que nunca teve muito jeito para esportes, dança... muito menos disciplina para frequentar academia, com aquele monte de mulher sarada em roupas justas... largou o ballet com 10 anos pq achava mais interessante ver as cenas de frente pro palco... gostava de cantar, mas também não praticou o suficiente e desistiu no primeiro "Você gosta? Então aprende!"... não lidava bem com críticas... continua evitando-as... mas como disse... ela não é a líder da turma, mas com certeza faz parte dela... não é um foco, mas sempre foi um apoio, uma base em tudo que se envolveu... sempre lembrada quando alguém precisa nos apuros... nem sempre nas glórias... mas é assim que acontece quando não se quer todos os holofotes... ela passava, meio despercebida... sem levantar suspeitas... todo mundo mais preocupado em se destacar que ela... e assim ela foi, à margem... à frente... e percebeu que não foi necessário em nenhum momento ser o destaque do carro alegórico... era possível ser uma baiana da ala ou mesmo o mestre sala... todos chegariam ao fim da mesma forma... e a nota seria a mesma, pq toda a participação tem a sua importância vital... alguém precisa ser o cirurgião, alguém precisa ser o instrumentador para que o procedimento chegue ao fim com o sucesso esperado... ela percebeu que quem brilha demais acaba inspirando mais inveja que orgulho... nunca teve inveja de ninguém... orgulhou-se de si... até o fim....

31 de jul de 2009

"Agora tanto faz...

Estamos indo de volta pra casa..."

28 de jul de 2009

Angústia...

Hoje tô num dia que não deveria ter começado, já dormi sem sono pra ver se ele passa mais rápido... alguma coisa tá acontecendo... COMIGO! E eu não faço nem idéia do que seja... interesting, isn't it? Eu só tô com um aperto no peito, um tédio (com um T bem grande pra você), um desalento, um desespero, parece que alguma coisa ruim vai acontecer logo menos... que péssimo... e me segurando ao máximo pra não explodir e fazer qualquer besteira que eu sei que irei me arrepender logo menos (amanhã, por exemplo)... não sei pq essa sensação me acomete de tempos em tempos e nessas horas, quando vc deveria ficar a mais quieta possível e esperar passar, ai que a cabeça gira a milhão e todos os pensamentos idiotas que ninguém deveria ter me tomam por inteiro e me puxam pelo pé, pra chegar finalmente ao fundo do poço... e eu nem tento fugir, pelo contrário, eu ponho aquela melodia deprê no rádio e penso... e penso... e penso... e não faço qualquer coisa útil que eu deveria estar fazendo... tô morrendo de vontade de voltar pra minha cidadezinha... de ter minha casinha... de criar minha vida, minha independência, de ganhar dinheiro (que seja mais de R$300 com menos estresse, proporcionalmente). Ai Deus... isso não é um blog, isso é um psicólogo mudo, um daqueles freudianos que deixam vc divagar, e divagar... até vc se encontrar... em nenhum lugar... que é onde eu estou!

Li hoje, nesse mundo virtual, uma metáfora sobre uma goteira que te atrapalha em tempos de chuva e te fazem lembrar que, às vezes, tudo pode estar muito bonito, mas há problemas, pequenos, mas que irritam bastante...


"VOCÊ NÃO SOFRE PORQUE,
NÃO SENTE O QUE EU SINTO.
HÁ UM ICEBERG EM VOCÊ,
QUE EU TENHO QUE DERRETER,
QUE TIPO DE PISCINA TERÁ,
EMBAIXO DESSE TRAMPOLIM?
QUE PULO EU VOU TER QUE DAR,
PRA NÃO ME FERIR???"

24 de jul de 2009

Notas de aula (sinal de desconcentração)

...essa eterna sensação de desconforto...
Pior do que ser contrariada é aquela vontade de estar certa, fazer o bem, o esperado e manter todos felizes contigo. Utopia, garanto, mas quando leso explicitamente alguém e de modo notório o injurio, incrível, mas isso me afeta muito mais, me tira do meu estado de bem estar e domina meus pensamentos... talvez nem esteja mais pensando nisso agora, esqueceu, passou... e eu continuo aqui ruminando e pensando que de alguma forma não intencional eu afetei, machuquei... acabou meu dia, acabou meu humor. E não adianta tentar pensar, eu vivo de extremos e tudo continuará uma merd* até que fique maravilhosamente bem (neste exato momento, sem previsão). Todos somos tão passíveis de erros, mas eu não me permito tal luxo... não, não eu... insisto em querer fazer o que me esperam, pq não quero nem pensar em me indispor com quem eu gosto, a crise me abala demais, por isso a evito...

Percebe-se que eu aprendi muito nessa aula né??? Pois bem, se foi feito na aula... vai a data da aula... entenda...

"OLHAR PRO SOL, VENCER O MAR
ADMITIR, BRIGAR COM O PAR... ISSO É NADA!
NÃO TER VOCÊ, CAIR EM SI
MORRER DE AMOR, NÃO É O FIM... MAS ME ACABA!"

17 de jul de 2009

Gosto de ver você dormir, que nem criança com a boca aberta...


Essa foto no meu celular, não sei... mas me dá uma paz!
''VEM CA, MEU BEM,
QUE EH BOM VIVER...
O MUNDO ANDA TÃO COMPLICADO,
QUE HOJE EU QUERO FAZER
TUDO POR VOCÊ!''

16 de jul de 2009

Não quero falar sobre nada...

Que incrível e absoluta falta de assunto... nada me ocorre pra escrever um textinho decente sequer... quarta passada fiz uma... duas... três tatuagens novas pra assim terminar de ocupar todos os espacinhos do meu pé, que agora é todo rabiscado (graças ao meu amigo Vitor... recomendo, um grande e maluco desenhista)... não quero falar sobre isso... feriado foi aniversário do papai e do maninho e a mãe ficou me torrando pq eu atrasei pra levar o pão de queijo, mas não quero falar sobre isso... fim de semana fiquei brincando de casinha com direito até a almocinho e jantinha, e depois de tantos anos eu ainda sei fazer um arroz gostosinho... até me inspira, mas não quero falar sobre isso... aluguei a 5ª temporada de LOST e assisti 9 capítulos em um dia e é tudo tão confuso que no final eu nem lembro mais sobre tantos mistérios não solucionados na ilha, então não quero falar sobre isso... esse semana eu termino de ver todos os meus prontuários do trabalho, finalmente, então eu NUNCA mais quero falar sobre isso... acho que é tanta coisa para não se dizer que eu acabei até contando alguma coisa... mas continuo sem assunto... enquanto a inspiração não voltar eu não quero mais falar sobre isso, hehehe!

E a coisa tá tão fraca e nem a foto vai enfeitar, então façamos um post bem pobre... o mais pobre de todos... sem fotos e sem cores prum texto sem a menor inspiração...

"Twenty-twenty-twenty four hours to go I wanna be sedated
Nothin' to do and no where to go-o-oh I wanna be sedated
Just get me to the airport put me on a plane
Hurry hurry hurry before I go insane
I can't control my fingers I can't control my brain
Oh no no no no no"

30 de jun de 2009

Intensidade, intenção, tensão

Me abro, me entrego, me leva... me dôo sempre pra tudo que me tem valor, pra tudo que me convém, pra tudo que me comove... me abro demais, me escancaro e me demonstro, me mostro fraca, me mostro forte, me mostro sensível e delicada, me conto... me escuta... me preencho e me transbordo, me navego à deriva, me emociono e choro, me alegro e sorrio... me entenda, nada é tão simples quanto aparento, nem mesmo tão complicado, só me dedico ao que me detém, só detenho aquilo que posso... minha posse é pouco, meu poço é raso... e se me rasgo é pela pressa de me mostrar inteira... intensa... e se me grito é pela vontade de fazer ouvido, é meu sussurro, é meu gemido... me abraça, me cheira e me sente, sinto vontades o tempo todo, me sinto a vontade todo tempo... e o meu tempo é curto... e meus sonhos e meus surtos... e me faço insatisfeita, incapaz e perfeita... e me seguro e te asseguro que não vou, que não me partirei jamais... e me parto, me reparto e me entrego inteira... meu pedaço, minha metade, minha verdade é minha parceira... e me sinto e se paro penso "onde cabe tudo isso?"... não tenho nunca a intenção, é tenso, penso, dispenso, relevo, levo comigo intensidade, alegria, saudade e lamento... me encontro e me perco!

"E AO AMANHÃ A GENTE NÃO DIZ
E AO CORAÇÃO QUE TEIMA EM BATER
AVISA QUE É DE SE ENTREGAR O VIVER"

14 de jun de 2009

" - Tô com sede..."

E era verdade, eu juro... minhas cantadas costumam ser muito mais elaboradas que isso... era só uma pura e inocencte SEDE! Mas é lógico eu poderia ter pedido água pra Camila, que estava do meu lado... pq pra ele? Aquele malinha que me deixou numa van apertada na noite que tava com febre indo para o melhor carnaval da minha vida... (mas que no meio do caminho me transferiu para o micro-ônibus confortável)... Talvez pq ele fosse o organizador da casa? Talvez pq eu estivesse olhando pra ele de chapéu e óculos desde ontem com aquela cara de poucos amigos? Que seja...
- Tô com sede... tem água no isopor?
- Não. Quer que eu busque uma pra você?
- Quero... quanto custa?
- Um beijo...
Hesitei... é Carnaval pôxa, mas também não é aquele oba-oba... e sejamos espertas... pagamento só mediante a entrega do produto...
- A água antes.
- Não... o beijo...
- Não... a água...
Foi alguma coisa desse tipo... aquele lenga-lenga de quem faz mole, mas não entrega de bandeja.
-Tá bom... vou buscar a tua água...
- Ahhhh... brigada!
E então.. o BEIJO! Ué??? Antes da água? Pois é... eu sou péssima em negociações... e já disse que era só uma valorização do passe... hehehehehe... ele tava tão lindinho de chapéu de peão...
E essa foi só a primeira tarde do Carnaval em São Luiz do Paraitinga 2009... me valeu o feriado inteiro... e março, abril, maio, junho... e todos os outros meses que eu espero estar por vir...
E ali estamos nós, nós três: eu, ele e a bendita GARRAFA D' ÁGUA... deveria ter guardado... adoro lembrar o começo de tudo... pq quando somos despretensiosos é que talvez as coisas mais surpreendentes acontecem... como esta... era só um feriado doido, com uma gente desconhecida e uma sede inocente na praça do coretinho... nunca imaginei cena melhor para mudar completamente...
Te a...

"BEBEU ÁGUA?
TÁ COM SEDE?
OLHA, OLHA, OLHA, OLHA ÁGUA MINERAL
ÁGUA MINERAL, ÁGUA MINERAL..."

3 de jun de 2009

Conselhos da saudosa veterana...


"Se eu pudesse dar um conselho, somente um, acho que diria “usem filtro solar”... não, não diria isso, não sou o Pedro Bial nem a Denise Steiner.

Talvez não seja capaz de escolher uma única dica e em 6 anos, 72 meses, meus próprios conceitos mudaram muito, e para melhor.

Um apanhado de conselhos gerais me vem à cabeça, resumidos em verbos:

LEVEM: trote no primeiro dia, cerveja na cara, catchup na cabeça, levem na brincadeira, caderno na aula, cola no bolso, gravata no pescoço, levem o que for preciso a sério, mas não muito, jaleco no ambulatório, esteto também, amigos, colegas e momentos para sempre no coração e na memória.

ESCUTEM: o Luiz Pereira, o Luiz Henrique (se você entender o que ele diz), conselhos, dicas, broncas, funk, sertanejo e pagode (que você nunca terá coragem de colocar no rádio na presença de seus pais), a chamada, a nota, o colega atrás pedindo aquela questão, o Hino como se fosse a primeira vez (grite-o como se fosse a última).

ESQUEÇAM: a camiseta do Poliedro no fundo da gaveta, os Intocáveis do Objetivo na casa da sua mãe, o endereço do Anglo Tamandaré, as fotos da viagem para Porto Seguro, almoço com arroz, feijão, bife e batata frita, noites de sono na quinta-feira, noites de sono pré-prova, noites de sono na pré, noites de sono no plantão do Cachú, noites de sono em geral, daqui para frente, dormir será para os fracos.

SAIAM: debaixo das asas da mamãe, da casinha confortável, da vigia do papai, de perto dos amigos do colégio, da frente da TV, para dançar, para beber, para beber, para beber, beber e beber, saiam do casulo, do armário (abram suas asas... soltem suas feras).

CAIAM: na gandaia, entrem nessa festa... caiam de rir, de sono, de bêbado, de amores.

TRABALHEM: no Centro Acadêmico, na Atlética, no COMUMC, na Feira de Saúde, na Policlínica, na Toquinha, no Memorial Hospital of Luzia de Pinho Melo, na Comissão de Formatura, na Comissão de Trote, na Comissão da Kombi, na Farmacinha (e não esperem dinheiro e muito menos reconhecimento por nada disso).

CONTEM: histórias, mentiras, vantagem, segredos, fofocas, boatos, se o dinheiro vai dar até o fim do mês, se a nota vai dar no fim do semestre, se o namoro vai durar até semana que vem.

FAÇAM: trabalho científico, trabalho comunitário, trabalho remunerado, façam amizade com as enfermeiras e auxiliares, amigos de sala, colegas, med integração, abdominais e flexões (mas não exagerem), alguém feliz, alguém sorrir, uma alta hospitalar, uma receita médica correta, pedidos de exames, uma anamnese decente, façam a diferença.

LEMBREM: da chegada, do medo, do trote, das alegrias, das bebedeiras, das lições de vida, dos conselhos, dos descaminhos, das brigas, dos desaforos, das reconciliações, dos ex, dos atuais, dos afilhados queridos, dos amigos perdidos, dos amigos encontrados, dos amigos eternos, dos mestres, da dipirona e do benzetacil, das saudades, dos momentos únicos e de que esta é e sempre será a melhor fase de nossa vida.

No dia 9 de fevereiro de 2004, ao beijar o chão da Policlínica eu virei a “moranguinha” e hoje já não sei mais quem eu poderia ser.

Um último conselho: VIVAM E AMEM ESSA FACULDADE E NÃO SE ARREPENDAM JAMAIS, PORQUE VOCÊS ESTÃO NA MEDICINA MOGI, ONDE EU ME FORMAREI LOGO MENOS, E ME ORGULHO MUITO. FAÇAM ACONTECER E ABRACEM O MUNDO!!!"


Logo menos nos melhores jornais da Medicina Mogi....


E ENTÃO LUZ DE MINH'ALMA

QUANDO DISTANTE DE TI,

QUE SAUDADES DAS SAUDADES

QUE ANTECIPADAS SENTI.

21 de mai de 2009

Meu sonho

Pode ser que meu sonho seja assim
Te dizer quase tudo que você é pra mim
O que quero, o que espero
Sonho em te ver aqui
Sem rodeio solto os freios
Canto o amor por ti

Se me calo, tenha claro
Que é por refletir
Nas minúcias das carícias
Que eu sonho em sentir
Ter teu gosto ver teu rosto
Feliz a me pedir
Mais carinho, mais promessas
Que eu sonho em cumprir

PARALAMAS DO SUCESSO

E.x.i.s.t.e.m...p.e.s.s.o.a.s...

q.u.e...a...g.e.n.t.e...e.s.c.o.l.h.e...p.a.s.s.a.r...3...m.e.s.e.s

16 de mai de 2009

Resumindo tudo... 6 anos!

O QUE ONTEM ERA ESPERANÇA,
HOJE É LEMBRANÇA
E AMANHÃ SERÁ SAUDADE...

Sentei na frente do computador do meu irmão, porque estava em sampa e ia dormir por lá... com uma árdua tarefa: redigir um texto que traduza, em poucas palavras, o que foram 6 anos de faculdade... difícil né? Também achei... quando se fala de tempo eu gosto muito de associar com um período de vida, por exemplo, é muito tempo quando se fala em uma criança... em 6 anos a criança se cria, vai do simples encontro de gametas ao primeiro dia na escola... com 6 anos uma criança já começa a ser alfabetizada... e é assim que eu me dou conta de como 72 meses de gestação de um médico é tempo pra carambaaaa... e digamos que ao final disso a gente saia como uma criança recém-alfabetizada, mas que ainda faz erros crasos de ortografia, ainda tem a letra garranchada e acaba virando chacota em casa pros irmãozinhos mais velhos... na verdade acho que a sensação é bem essa: sou uma médica pré-escolar com muita coisa por aprender... me baseei nisso para escrever o texto que, se Deus quiser, será lembrado por todos da XXXVI Turma da minha amada Medicina Mogi e, sinceramente, acho que deu certo... pq no final eu chorava como uma criança de 6 anos que sou!!!

10 de mai de 2009

3:16h

Naquela noite em que você descobriu que exitem lanchonetes mexicanas 24h... que existem mais bares gays perto da casa do seu irmão do que você imagina... que é possível rir durante 5h seguidas... que só uma pessoa lhe faz tirar o pijama e trocar de roupa para fazer nada pela capital paulista... que subir e descer a R. Augusta 3 vezes pode ser sensacional... que algumas pessoas (não você) fazem sem-vergonhice no banheiro do bar e atrasam a fila... que você adora cama pequena... que você não sente mais frio... que você pode dormir dez ou só duas horinhas ou nenhuma, mas será sempre melhor com ele do lado... e que você está perdidamente apaixonada e já não sabe mais o que faz, senão pensar nele... eram 3:16 quando o tempo parou!
"SEU EU QUERIA ENLOUQUECER
ESSA É MINHA CHANCE
É TUDO QUE EU QUIS
SE EU QUERIA ENLOUQUECER
ESSE É O ROMANCE IDEAL"

6 de mai de 2009

More than words

A graça das palavras não são suas letras, sua sonoridade ou como de forma fascinante compõem frases memoráveis, mas talvez seja a possibilidade de expressar os mais íntimos desejos e sofrimentos de forma perfeita ou soarem terríveis quando erradas... palavras mal colocadas podem derrubar reinos, despedaçar corações, estragar canções... a palavra dita e a flecha lançada, já me contou o provérbio, são coisas sem volta... preocupa-me cada vez mais com o que sai de meus pensamentos sem filtro (em letras ou sons) e tento interpretar da melhor maneira possível as palavras que me proferem... Tenho plena noção que a explosão verbal alivia, mas deixa mortos e feridos, cicatrizes profundas...
"IT'S NOT THAT WANT YOU
NOT TO SAY, BUT IF YOU ONLY KNOW
HOW EASY...
IT WILL BE TO SHOW ME HOW YOU FEEL"