20 de jan de 2010

Recompensa necessária


Depois de 6 anos, pouco sono, muitas provas, erros, acertos e lições, todas as mudanças da vida. A passagem para a nova fase se faz por um cheque, pedacinho de papel que me faz pensar: ''Papai, virei gente grande!'' ...esperando os próximos, mas pode pagar em dinheiro!

12 de jan de 2010

Desapego e a fatalidade!

Espere o melhor, prepare-se pro pior e aceite o que vier...





A ansiedade é a pior inimiga sempre, pra tudo... a falta de força, a vontade de desistir e a energia estranha que tudo está pré-escrito, predestinado, pré-frustrado... esperar, nunca um forte aliado... daí é mais fácil imaginar que o pior irá fatalmente acontecer, como se chamasse, sentada no seu trono, no fundo do seu poço... saber que tudo é possível quando se atropela qualquer um ao seu redor e o campo se fecha mais e mais para que o latifúndio alheio se forme... e chega o momento de não ser suficiente e é necessário tomar, se apropriar, marcar território ultrapassando as divisas anteriores... sem forças para delimitar minhas posses, ultimamente achando mais facil e menos doloroso abrir mão de uma vez, sem esforço, o que era pra ser meu deveria ficar, sem força, sem briga, sem transtornos nem paranóias, mas nem sempre pensam assim... brigar com unhas e dentes por algo que deveria ser obviamente seu com alguém que "just can't let it go" dificulta muito o serviço ainda mais quando não há a mínima vocação para Campeã Mundial de Cabo de Guerra... em qualquer desavença eu sou a bandeira branca... a trégua, o pedido de arrego até antes da hora... por que, tantos concordam, que há a hora certa pra se desistir, mas não sei... tudo que eu quero ultimamente têm ido com tanta facilidade e eu estou chegando ao desapego, onde não há mais ânsia, por não haver limites nunca, pra ninguém... tudo pode não ser em instantes, tudo que existia pode ser levado pela enxurrada como uma enchente que arrasa uma cidade... e tudo que eu quero, tudo que eu faço eu me apaixono... e tudo que eu perco, que eu abro mão me dói como um amor mal curado.












"THERE WILL BE AN ANSWER, LET IT BE."