1 de out de 2008

Prefiro ser essa metamorfose ambulante...

Feliz em saber o quanto eu posso me desenvolver e me adaptar... e saber que a embalagem pode mudar, mas o conteúdo será sempre o mesmo... minha capacidade absurda de ouvir sandices e continuar no meu juízo perfeito... de saber ponderar situações e não me deixar levar pelo mais cômodo... eu vim mesmo é tentar ser incômoda... pq quando a gente se incomoda é que a coisa funciona... eu gosto de causar essa sensação ambígua em mta gente... talvez me divirta por dentro em pensar q nem todo mundo me entende... e talvez não. Resolvi pensar que às vezes a clareza completa ofusca a vista das pessoas... então fico nesse meio turvo... para não assustar... penso bem mais rápido do que escrevo (e não do que falo, nessa minha boca imensa e sem filtro...)... gosto de perceber nas entrelinhas e notar os mais simples gestos... sim, estou te analisando... e me analisando o tempo todo (por isso a insegurança constante...). Gosto de fazer tudo ao mesmo tempo e pensar em tudo e em todos... para parar de pensar um pouco em mim, pq descobri q eu penso demais... e isso me deixa meio doida de vez em quando... sou surtada, bipolar, maníaco-depressiva ou qualquer coisa que seja... nessa minha insanidade controlada eu sobrevivi 23 anos com amigos, amores e afins... com família, cachorro e tartaruga... agradeço sempre a base ponderada que eu tenho e que me deu estabilidade suficiente para que eu pudesse pirar legalzinho... e para quem está curioso em saber... sim, neste exato momento eu estou mordendo a minha boca... eu nunca disse tanto sobre mim em tão pouco tempo e nem sabia que eu me conhecia tão bem assim...


"DO QUE TER AQUELA VELHA OPINIÃO FORMADA SOBRE TUDO"

2 comentários:

saulo disse...

nossa !!!

tem que tomar cuidado com o que se escreve...

mas quando te conheci vc não era Ynn e Yang separado, com cada um prevalecendo a cada momento...

quando te conheci, vc era ambos e harmonicos...

bjo t+

Clark disse...

belo texo. bela menina.

saudade. sempre.

bjo.