23 de dez de 2008

O código binário...

Sempre cheia de conversas inspiradoras... como a desta noite... com um interlocutor mais do que conhecido... quase um protagonista... um mocinho/bandido dessa comédia romântica...

Tava explicando umas coisas que é meio difícil de entender... que você tem o direito de fazer o que quiser, certo e errado, e que nesse meio está o bom senso de cada um, embora nem sempre o correto apareça de forma tão nítida ou o errado seja menos encantador... mas mesmo assim a vida é feita de escolhas e bom senso sempre... e ponto final! Essa é a minha teoria, cada escolha acarreta em uma conseqüência, muda o caminho a ser seguido, transforma os próximos capítulos e você é simplesmente obrigado a lidar com isso... e o personagem em questão alegou que eu sou muito 8 ou 80, sim ou não e que trato os sentimentos como se fossem códigos binários... imagine a situação, você tem q digitar um botão e de repente naquele dia você não está muito bem e aperta o botão errado, a culpa é totalmente sua? Resposta: SIM!!! Você pode alegar q tava mal, mas quem quis apertar o botão naquele momento foi você, quem apertou o errado também e se esse seu lapso apagou TODOS os arquivos importantes??? Só lala, my dear... você também vai ter que aprender a enfrentar isso e talvez recomeçar tudo denovo... acredito em erros, em escolhas mal feitas e em situações que te levem para um caminho tortuoso... mas eu não sei bem o que dizer, só que cada um escolhe a tecla que aperta e infelizmente, para meu bem estar, eu apertei o FODA-SE... e tô tentando seguir nesses novos capítulos e ser feliz, num monólogo ou não...


Mas algo a se pensar: você quis ser companheiro e animar seu amigo num momento de dor, mas depois que ele arranjou e você perdeu, ele fez a mesma coisa por você??? Amizade implica em liberdade e não necessidade (muito menos necessidade passageira...)

Apesar disso, adorei ver e saber o quanto estamos bem, saudades de tudo, mas feliz com uma das nossas escolhas certas...

"WHEN YOU ANSWER THE DOOR, PICK UP THE PHONE
YOU WON'T FIND ME 'CAUSE I'M NOT COMING HOME"

Nenhum comentário: