3 de nov de 2008

Socorro!


Quando você gosta de algo, quando você gosta de alguém você se doa, você se dá, você se entrega em pedacinhos. Cada parte está comprometida com alguma coisa, meus dias e meu conhecimento com o hospital, minhas quintas e meu pique com o Buxixo (UHÚ), minhas quartas e meu Sundown com a praia, minhas responsabilidades e meu saco com as Comissões de 6º ano, meus pés, minhas mão atadas para algumas situações... minha confiança, minhas desconfianças, meu carinho, meu cuidado, meu desejo, meu orgulho, minha paixão, minha empolgação, minha apatia, foi tudo se entregando e se dividindo aos pouquinhos para cada coisa, para cada um... foi se perdendo a prestação e sentada hoje, one more time, na frente do meu micro pensando... o que eu sinto? O que me sobrou para oferecer ao próximo? Sou uma fonte inesgotável de sentimentos? Me sinto meio vaziazinha sabe... uma sensação ou uma falta dela... uma vontade louca de Borboletas no estômago, de aguardar ansiosamente aquela ligação... fui me doando e me perdendo a prestação e não sobrou muita coisa. Totalmente passional!

Você achou meus sentimentos por ai?

Saudades daquela caixa de Pandora que eu largava aberta deliberadamente...

Será que isso é o que chamam de PAZ INTERIOR? Sei lah, achei essa tal de paz meio monótona...

SOCORRO, NÃO ESTOU SENTINDO NADA
NEM MEDO, NEM CALOR, NEM FOGO
NÃO VAI DAR MAIS PRA CHORAR, NEM PRA RIR
SOCORRO, ALGUMA ALMA, MESMO QUE PENADA
ME ENTREGUE SUAS PENAS
JÁ NÃO SINTO AMOR, NEM DOR, JÁ NÃO SINTO NADA
SOCORRO, ALGUÉM ME DÊ UM CORAÇÃO
QUE ESSE JÁ NÃO BATE, NEM APANHA
POR FAVOR, UMA EMOÇÃO PEQUENA
QUALQUER COISA
QUALQUER COISA QUE SE SINTA
EM TANTOS SENTIMENTOS
DEVE TER ALGUM QUE SIRVA
SOCORRO, ALGUMA RUA QUE ME DÊ SENTIDO
EM QUALQUER CRUZAMENTO, ACOSTAMENTO, ENCRUZILHADA
SOCORRO, EU JÁ NÃO SINTO NADA, NADA

Um comentário:

Luciana }i{ disse...

tem momentos que eu me sinto assim tbm. Aliás pensei nessa musica esses dias. Acredito que esse seja o momento em que a montanha russa desce, e vem aquela reta, pra gente se acalmar e se preparar pra nova subida. Acho que precisamos de novos personagens na nossa história. Pra trazer de volta as
" borboletas no estômago".
e quinta quero buxixo! rs...vamos?

beijoooo