3 de dez de 2008

Exorcismo (When 1 become 2)


Antes de mais nada: Lu, qualquer semelhança no título não é mera coincidência...

Hoje, depois de dormir por 10h seguidas durante O DIA resolvi que já estava mais do que na hora de guardar as lembranças de um passado recente, de exorcisar as memórias de um amor que acabou de passar, que tá por ali, virando a esquina (ainda da pra sentir o perfume dele no ar ou ouvir as piadinhas sem graça quando eu me concentro, mas é algo não quero mais fazer, deixa ele virar a esquina, atravessar a rua, pegar o trem e partir...). Nunca imaginei que fosse algo que me afetaria tanto, prorroguei o máximo que pude para evitar uma sensação assim, como a que eu estou sentindo agora, de enterrar alguém muito querido no fundo do armário... O sentimento de abandono tá foda de segurar, assim como as malditas lágrimas que eu escondia em uma carranca de raiva e de euforia desmedida... ninguém consegue ser tão eufórico e animado o tempo todo ou não se sentir sozinho quando chega em casa e tenta guardar o passado numa caixa e descobre que simplesmente não CABE, é muita coisa... ok, pega mais uma caixa, ainda assim NÃO CABE!!! A terceira, droga de lembranças gdes demais pros meus caixotes de sapato (deveria ter guardado a caixa da minha bota...)... deu, acabou, passa um durex pra vc não cair em tentação de abrir... fecha isso, guarda ai, num lugar bem difícil de ver... Mozi, eu só queria que as coisas tivessem sido diferentes, que nossos caminhos não tivessem se distanciado depois de tanto tempo juntos e que eu ainda te reconhecesse hoje em dia, mas mudamos... sempre... pra sempre diferentes e guardados, cada um em sua respectiva caixa....

E hoje resolvi criar uma nova caixa, para as novas lembranças... e me lembrarei de fechá-la logo que acabar e não 6 meses depois...

Ainda tem muita coisa sua perdida por aqui... mas a gente aprende a lidar com isso, não?

"DON'T YOU SHIVER?
SING IT LOUD AND CLEAR
I WAS ALWAYS WAITING FOR YOU"

Um comentário:

Luciana }i{ disse...

meu carrinho nem está nas alturas...sabe, agora to na roda gigante..tem altos e baixos, mas é mais calminha...
Não acho fácil guardar memórias em caixas de sapato, mas acredito que deu um grande passo pra esquecer de vez.Aliás, não tem nada ali que vc possa realmente "jogar fora"? Esses fantasmas que rodeiam com embalagens de bombom ou ursinhos de pelúcia e fotografias, nada mais são do que passou e, infelizmente, não volta mais. se vc não o reconhece, não é o mesmo e se não é o mesmo não foi por quem se apaixonou. Pense assim q fica mais fácil.
E acredite quando dizem que nada é por acaso. 2009 tá ai e se abra ao novo e novos planos!
Boa Sorte!